Páginas

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Viva a solidariedade

Hoje eu acordei assim,
acreditando que sempre haverá quem faça o bem.
Sem nada querer em troca,
sem escolher a quem!
assim, solidário, solitário,
muitos até os chamariam de otário,
Mas eu acredito!
A quem tome a dor dos outros para sí.
Atormentados, enlouquecidos,
prisioneiros do sofrimento ao seu redor.
Quando os vejo por aí,
anônimos, meio que invisíveis,
misturados a multidão,
vestidos de humanos, mas anjos, eu sei,
eles são!

"Viva a solidariedade!"

                      Manoel Augusto