Páginas

terça-feira, 30 de agosto de 2016

No jardim das borboletas

Borboletas voavam ali
mas não era ao léu
não ao sabor dos acontecimentos
era mais que um sentimento
era mais que uma expressão
que um simples movimento, uma razão.

Havia alí uma intensa e verdadeira gratidão
pelas flores, pelo orvalho e o jardim.
No jardim das borboletas era assim
uma música tocava e eu esperava pelo fim
mas quanto mais elas voavam
mais eu queria estar alí.
Era mais que um sentimento
era mais que uma expressão
luz, perfume e movimento
então à Deus agradeci em oração.

                    Manoel Augusto