Páginas

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Aprender a viver

Tudo em volta é movimento e barulho,
tudo!
Nada do que tenho é meu
pertence ao tempo,
pertence ao vento!
E ele sopra sem parar
seu som se confunde com a minha voz.
Não sei se agora ou se mais adiante estaremos sós!

Agora tudo ao redor é imóvel
e o silêncio é assaz perturbador.
tudo que tenho é seu
pertence ao aqui e agora
ao espaço e ao tempo que a nada ignora.
ninguém sabe a sua hora
e é melhor nem saber!

No silêncio se encerra um segredo
observar o tempo, ouvir o vento
e aprender a viver!

                       Manoel Augusto