Páginas

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Até logo um adeus

É uma das primeiras coisas que aprendemos a fazer
é no jardim de infância que pela primeira vez vai acontecer
e por toda nossa vida vai nos acompanhar
mesmo sendo tão difícil de entender
Somos os seres do adeus!
Estamos sempre nos despedindo
parece que estamos sempre partindo
é o dia que se está indo,
adeus!
É o sol que se põe
outro adeus!
O mês acabou, o ano findou
alguém que viajou e partiu
até logo, até mais,
até daqui a pouco eu vou
é o amigo, é o colega, é alguém que sumiu
que se foi de repente
e é sempre assim, ninguém viu
E das coisas também
é a camisa que rasgou, é a calça que poeu,
é a meia que furou, o sapato que gastou,
aquela blusa que eu amava, que pena, ela manchou
E como é difícil se despedir dos seus
e por mais que o façamos ao longo da vida
nunca será fácil se dizer um adeus!

                     Manoel Augusto