Páginas

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Estive perto da morte


Estive perto da morte,
Percebi que o corpo quer ficar, mas a alma quer ir.
E estando alí, uma vez,
quase entre dois mundos,
percebe-se a ausência de paz que existe em nosso viver!

Estive perto da morte.
e não senti o medo que pensei que sentiria
ao confrontar tal limiar.
Quer saber?
É bem como um novo começar.
um novo e desconhecido estar.

Estive perto da morte,
e descobri que ela não é o que pensamos que é...
Não há um vazio lá, não há ausências.
É bem como um novo começar.
É um novo e desconhecido estar...

      Manoel Augusto