Páginas

terça-feira, 1 de setembro de 2015

A tranquilidade possível


A tranquilidade é possível.
Mas é preciso força de vontade, é preciso querer!
A serenidade é possível.
A partir da constatação de que é preciso pouco
para se viver em paz!

A tranquilidade, a serenidade e a paz vão embora
quando abro mão deste preceito:
Não preciso mais do que o necessário pra viver!


A minha vontade de ter mais do que preciso
gera a inveja!
e a inveja gera a cobiça!
Então a cobiça se transforma em atrair o mal.
E assim vão-se embora as coisas boas!

Me apego aquilo de que não preciso!
Mas quero!
E se não tenho aquilo que me é supérfluo, adoeço!
Então convido a infelicidade à minha vida!

                                                                               Manoel Augusto