Páginas

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Teu nome de flor



Eu te dei um nome de flor
porque os muitos anos que vivi sem você
não havia um só dia que eu não desejasse
que ele logo terminasse e cessasse com a minha dor.
E seja como for
daqui pra frente não vou deixar o seu perfume
e nem abrir mão do seu abraço e do seu calor
pois a vida passa depressa meu amor
e vamos sonhar o melhor sonho que possa imaginar um sonhador
e ainda que para muitos isso seja terrível, assustador
é assim que vai ser
vou ser eu e você e a poesia como professor
as ruas como um pano de fundo
e é só desejar profundo
pois o que nasce da alma é mais que revelador
é aquilo nos inspira, é aquilo que nos impulsiona
é o que acende a nossa chama, nosso catalizador
é por isso que só lembro da vida depois que você chegou
por isso te dei esse nome e é nome de flor
você amenizou tudo
pôs cada coisa em seu lugar
até a minha cabeça confusa fêz questão de arrumar
e eu acho que é isso que se pode chamar de amor
e um conselho aos outros eu dou
nem todos que você conhece e entram em sua vida
merecem um nome tão doce, tão claro, tão forte
eu acho que tive sorte
por isso eu a chamo de flor.

       Manoel Augusto