Páginas

domingo, 11 de setembro de 2016

Com certeza


Um dia achei que tinha certeza,
mas depois de descobrir que não a tinha o tempo todo
pra mim era motivo de uma velada tristeza
mas a vida foi seguindo e depois de viver esse tempo todo
posso de dizer que vejo as coisas com mais clareza
e se as vezes os olhos te enganam
e a alma é que tem que te chamar de volta
e falar contigo com franqueza
Te digo que não é em admitir que você
é humano e por isso tem sua fraqueza
que isso pode tirar de você sua vontade de vencer
e roubar de seu dia a dia a sua tranquilidade e sua leveza.
Não,
Ainda que na maioria das vezes
na hora das escolhas imprescindíveis você se sinta abandonado
por aquela nossa amiga, a certeza (olha ela aí de novo)
encare isso com muita frieza
pois não vai adiantar ficar dando ouvido aquela voz interior
te dizendo que seu espírito está tomada pela pobreza
de idéias, de vontades, imaginações,
não cometa com você essa indelicadeza.
o que nos importa é buscar lá dentro de nós
aquela força que faz parte de nossa própria natureza
e acreditar que você é capaz de cair
mas que também pode realizar uma incrível proeza
que é se levantar, seguir e e de novo tentar,
e se de novo cair, de novo se levantar
essa é sua fortaleza
reconhecer-se limitado, mas nunca derrotado,
ainda que pareça estar nadando contra a correnteza
você vai prosseguir
pois se as vezes for tratado pela vida com rudeza
lute,
é assim que arrancamos dela sua crueza
fazemos com que nos mostre um pouco de sua beleza
então teremos conquistado com honra
nosso lugar ao sol
e agora com toda certeza
ter encontrado afinal nossa maior nobreza.

              Manoel Augusto