Páginas

quarta-feira, 15 de julho de 2015

A Pipa

Menino pobre, menino rico
Sapato bonito, pé no chão,
comida em fartura, pão com pão.
Bermuda importada, Calção remendado,
um vai de bike, o outro vai de camelo.

Quando sobem as pipas
se desfaz diferença.
Se um é pobre e outro rico
já não faz nenhum mal,
lá no alto voando, todo mundo é igual.
Rabiola de seda, qualquer um pode ter.
uma pipa bonita, todo menino sabe fazer.

Quando sobem as pipas
ninguém melhor que ninguém.
quem dera! pensa o menino,
felicidade fosse pipa também!

                                                                       Manoel Augusto