Páginas

sábado, 2 de novembro de 2013

Tú que dominas o verso

Tú que dominas o verso,
que em meio a prosas se perdeu a viajar.
Tú que dominas o verso
inteiros-partidos não se importa ficar.
Tú que dominas o verso,
até mesmo o universo é um pequeno lugar.
Tú que dominas o verso,
as palavras ao vento não consegues conter,
Tú que dominas o verso,
sei que as tuas letras de escapam das mãos.
não consegue guardá-las, ainda nascendo,
 imaturos refrãos,
não são minhas, nem tuas,
pertecem a imensidão!
                               
                                             Manoel Augusto